Processos



Outorga de Poços junto ao IGAM

Após a execução do poço, teste de vazão, instalação de equipamento de moto bomba e adequações necessárias de acordo com as normas da ABNT, deve-se iniciar o processo de Outorga de Uso (Licença de Uso), SS 65 Vigilância Sanitária (Relatório Mensal).

De acordo com os fundamentos da Lei 9.433 de 08 de janeiro de 1997, “a água é um bem de domínio público” (águas superficiais e subterrâneas), portanto toda pessoa física ou jurídica tem direito ao acesso e utilização, cabendo ao Poder Público a sua administração e controle. Quando existe a necessidade de uso de água superficial ou subterrânea faz-se necessário solicitar autorização, concessão ou licença (outorga) ao Poder público.

clique na imagem para ampliar:
Processos de Poços



Sistemas de bombeamento

Assim que termina a perfuração, o poço semi-artesiano precisa de um sistema de bombeamento para extrair a água subterrânea e levá-la ao reservatório.
Há vários tipos de sistema e cada um se adequa melhor a determinadas situações, dependendo das características construtivas e variáveis hidráulicas de cada poço semi-artesiano.
Os fatores determinantes são:

a profundidade e o diâmetro do poço;
o nível estático da água e seu rebaixamento;
a vazão desejada;
o regime de funcionamento da bomba;
a qualidade da água;
os custos iniciais e de manutenção e;
a potência requerida.

clique na imagem para ampliar:
Processos de Poços




Bomba submersa

A bomba submersa é o equipamento mais adequado e o mais recomendado para poços semi-artesianos, porque proporciona maior rendimento em qualquer profundidade e vazão.

Fabricada para ser instalada dentro do poço semi-artesiano, a bomba submersa tem o formato cilíndrico, adequado para atender vários diâmetros. Seu motor é blindado para que a bomba seja instalada dentro do poço com o crivo submerso abaixo do nível dinâmico.

Entre as alternativas existentes para extrair a água do poço semi-artesiano e levá-la à rede de adução ou reservatório, a bomba submersa é a mais recomendada porque alia praticidade, rendimento e economia. Se for bem dimensionada e instalada corretamente, a bomba submersa funciona de forma silenciosa e requer pouca manutenção.

As bombas submersas são apresentadas em diversos modelos, com variadas capacidades de extração e elevação da ãgua a ser bombeada. Estão disponíveis em vários tipos de materiais como aço inox, bronze e tecnopolímeros. Cada tipo de material atende melhor a algum aspecto técnico, legal ou econômico.

clique na imagem para ampliar:
Processos de Poços




Sistema de bombeamento com bomba submersa

Para instalar uma bomba submersa no poço semi-artesiano, são necessários:

Quadro de comando elétrico
É composto de reles, contatoras, chaves, fusíveis e disjuntores. É instalado fora do poço, no ponto de energia elétrica e é o equipamento que comanda a bomba submersa.

Coluna de bombeamento ou coluna de recalque
Formada por tubos e luvas em aço ou PVC , é esta coluna que sustenta a bomba submersa no ponto ou profundidade em que ela ficará instalada dentro do poço e conduz a água até a superfície.

Cabos elétricos
Eles ligam a bomba ao quadro de comando elétrico que a aciona e possibilitam a ação dos eletrodos controladores de nivel.

clique na imagem para ampliar:
Processos de Poços




Bombas submersas e materiais elétricos

Para dimensionar o conjunto hidráulico e elétrico mais adequado para um poço semi artesiano, é recomendável consultar um técnico que irá cruzar as seguintes informações:

Diâmetro do poço
O diâmetro do poço é determinado no projeto construtivo, antes da perfuração e o diâmetro da bomba tem que ser menor do que o do poço.

Vazão do poço
Qual é o volume de água que se pretende extrair por hora? Quanto maior a necessidade, maior deve ser a potência da bomba e dos comandos elétricos.

profundidade do poço e nível dinâmico
O nível dinâmico é a profundidade em que a água fica dentro do poço quando ele está sendo bombeado. O nível dinâmico é medido em metros em relação à boca do poço e determina em que profundidade a bomba submersa deverá ser instalada e que características ela deve ter para esta condição de trabalho. Quanto mais profundo o nível dinâmico maior deve ser o cuidado na escolha da bomba e dos cabos elétricos que a alimentam.

Energia e tensão elétricas
qual é o sistema da energia local? É trifásica (3 fases) ou monofásica (uma fase)? Qual é a tensão elétrica? É 220V ou 380V?

clique na imagem para ampliar:
Processos de Poços




Outros tipos de bomba

Bomba Centrífuga
A bomba centrífuga é um equipamento de baixo custo e é pouco utilizada para poços semi-artesianos.
Seu motor elétrico não é blindado para ficar submerso e o seu formato irregular não é apropriado para caber dentro de um poço semi-artesiano.
Como tem que ser instalada fora do poço, o bombeamento do líquido é feito através de uma coluna de sucção. Pelas limitações físicas do sistema de sucção, sua utilização somente é possível em poços onde o nível dinâmico não ultrapasse a profundidade de 8 metros, no máximo.

Bomba Injetora
É uma bomba centrífuga horizontal convencional com um injetor instalado nas tubulações de sucção e de retorno, submerso na lâmina de água do poço.
Apresenta baixo rendimento e conseqüente maior custo operacional porque utiliza motores elétricos de maior potência do que o de uma bomba submersa de igual vazão e pressão.

Compressor de Ar (Air-Lift)
O compressor de ar tem um funcionamento prático e simples, mas também não pode ser instalado dentro do poço semi-artesiano. Trabalha na superfície, injetando ar comprimido por uma coluna de tubos, que se conecta a outra coluna usada para extração da água através de um injetor de mistura.
Apresenta rendimento limitado, alto índice de ruído e custo operacional elevado, já que requer motores de maior potência do que os utilizados nas bombas submersas. Por outro lado, como não possui partes girantes, é ideal para uso em poços que produzem materiais sólidos, já que não há peças que se danifiquem pela abrasão.

Bomba Submersível (Bomba-Sapo)
A bomba-sapo é um equipamento submersível de baixo custo que não é utilizada para poços semi-artesianos. É apropriada para uso em poços tipo cacimba ou para esgotamento de lagos, reservatórios ou zonas inundadas. Deve ser instalada dentro da lâmina de água e distante do fundo e paredes do poço. Como trabalha através de pulsos de um diafragma, a bomba-sapo apresenta fluxo intermitente e severas limitações de vazão e altura.

clique na imagem para ampliar:
Processos de Poços




Solicite um Orçamento:

Olá! Clique em um dos nossos representantes abaixo para ter atendimento online.

Atendimento Online pelo WhatsApp